Conheça os 5 tipos textuais e saiba quando usar cada um deles

C

O texto, seja ele falado ou escrito, é parte essencial do nosso cotidiano. Temos contato com notícias, manuais de instruções, livros, postagens em redes sociais, listas de afazeres, propagandas e muita informação a todo tempo.

Cada texto lido ou falado é construído com um intuito bem específico. E o conjunto de regras na elaboração dos textos é o que diferencia e define a tipologia textual. Vem comigo que neste artigo faremos um passeio pelos 5 tipos textuais com formas e exemplos de cada um deles.

Mas afinal, o que é a tipologia textual?

A tipologia textual é um conjunto de enunciados (frases e/ou exposições de ideias) estruturados de forma bem definida, de fácil reconhecimento devido às características marcantes de cada texto.

Ao todo, temos 5 tipos textuais: narrativo, descritivo, expositivo, argumentativo e injuntivo. Dentro de cada tipo há diversos gêneros textuais, dos quais falarei mais adiante.

Os 5 tipos textuais

Escrever sem estar seguro quanto à forma do texto é como jogar seu tempo no lixo. Por isso, antes de começar a elaborar o seu argumento, estude à fundo cada um dos tipos textuais abaixo para que a sua mensagem seja recebida como você espera.

Texto narrativo

Narrar é, via de regra, contar uma história. No texto narrativo você convidará o leitor a embarcar em seu mundo (ficcional ou não), a viver com você a mesma experiência. Mas, para tanto, é preciso criar um ambiente propício, com espaço e tempo bem definidos. O leitor será guiado por um personagem, que pode ser você ou outra pessoa, real ou fictícia. Para fazer o passeio pelo mundo da narrativa, é preciso estruturar o seu argumento com os seguintes elementos:

  • Apresentação: É quando o escritor apresenta os personagens e seus problemas/objetivos, o ambiente e o tempo do seu enredo. É o momento em que o leitor é capturado e envolvido pela narrativa. Sem uma boa apresentação, é provável que o texto narrativo seja deixado de lado.
  • Desenvolvimento: É como a história acontece. Como o personagem sai do ponto A e chega ao ponto B. Não importa se o desfecho é óbvio ou inusitado, é no desenvolvimento que o escritor mostra para que veio. O leitor, envolvido com uma apresentação incrível, agora precisa ser convencido a continuar lendo até o final da história. O desenvolvimento é também a maior parte da narrativa.
  • Clímax: É o grande momento da narrativa. Quando o personagem enfrenta um desafio para atingir seu objetivo. Não importa se é uma história real ou fictícia. Ao contarmos uma história, sempre chegamos ao instante do enfrentamento.
  • Desfecho: É o resultado da narrativa. Depois de toda a expectativa gerada durante o desenvolvimento, é hora de finalizar a história. O personagem atingiu o objetivo depois de enfrentar seu desafio? Que consequências o clímax teve na conclusão da narrativa?

Exemplo de texto narrativo

Era uma manhã fria em Curitiba, a mais fria do inverno de 2017. Maria acabara de acordar e estava com muita fome, por isso decidiu ir comprar pão. No entanto, a pobre mulher não imaginava o que a esperava naquele trajeto tão corriqueiro. No meio do caminho, devido à forte ventania, Maria foi atingida por um pesado galho de árvore e caiu no chão, já desacordada. Os vizinhos a socorreram às pressas, ela era uma pessoa muito querida. Ao acordar, já dentro da ambulância, Maria parecia até melhor que antes: sua fome, afinal, tinha passado.

Mesmo tratando-se de uma narrativa, ela contem todas as partes do texto narrativo. Você consegue identificar cada uma delas?

Exemplos de gêneros textuais narrativos

  • Crônica
  • Conto
  • Lenda
  • Romance
  • Novela
  • Contos de Fada
  • Fábula

Texto descritivo

O texto descritivo é como uma foto. Através da descrição objetiva ou subjetiva de coisas, pessoas, lugares e/ou acontecimentos, o leitor cria uma imagem em sua cabeça do que é descrito.

É um tipo textual bastante usado no cotidiano, quando fazemos uma lista de compras, lemos uma notícia ou contamos como está o tempo. Por isso, trata-se de um texto bastante autônomo e repleto de adjetivos. Também é comumente encontrado dentro de romances, como complemento do texto narrativo.

O texto descritivo pode ser divido em dois subgrupos:

  1. Objetivo: Trata-se de uma descrição clara e direta do assunto, sem que o interlocutor emita opiniões ou expresse um posicionamento sobre a questão. O intuito do texto descritivo objetivo é transmitir ao leitor o fato exatamente como ele é.
  2. Subjetivo: Neste caso, o escritor insere opiniões, sentimentos, sensações e tudo o que convier junto de sua descrição. Ou seja, ao receber um texto descritivo subjetivo, o leitor também recebe o filtro do interlocutor sobre o assunto.

Existem várias formas de desenvolver um texto descritivo. A estrutura básica textual pode ser utilizada (introdução, desenvolvimento e conclusão), mas nem sempre é usada, como nas listas, por exemplo. As maneiras mais comuns de elaborar um texto descritivo são:

  1. Enumeração: Quando o assunto é divido em tópicos e descrito em partes, como agora, neste artigo.
  2. Comparação: Quando o assunto é relacionado com outro na elaboração do argumento com o objetivo de ajudar o leitor a criar uma imagem mental.
  3. Sensorial: Quando o escritor utiliza-se de um ou mais dos cinco sentidos para realizar sua descrição. O texto pode evocar imagens, cheiros, sons, gostos e sensações táteis no leitor.

Exemplos de texto descritivo

Maria era uma senhora de 80 anos magricela e ossuda. Apesar da curvatura natural da idade, ainda era alta em comparação às outras senhoras. Não suportava ver seus cabelos brancos, por isso os pintava de castanho sempre que sobrava algum dinheiro. Tinha olhos verdes, mas já não enxergava como antigamente. Morava sozinha em uma casa outrora cheia de gente, e gostava de passar o tempo relembrando os pequenos acontecimentos que presenciou. Dizia que era seu exercício para a memória. 


Era inverno, o céu estava tão limpo e azul que até o ar parecia mais leve. As flores de sakura com seu rosa delicado contrastavam com elegância naquele anil. Apesar de saber que elas durariam pouco mais de uma semana, queria eternizar aquele instante. Os pássaros cantavam, o vento fazia cócegas em sua pele, bailava com cabelos e folhas, levava embora o peso dos seus ombros. Sua única decepção era de que as sakuras não tinham cheiro. Por isso, inebriada pela liberdade de encontrar-se com as flores, lembrou-se do perfume mais doce que conhecia para senti-lo enquanto estava rodeada pela beleza.

Elaborei dois exemplos de textos descritivos e deixo a pergunta no ar: você reconhece qual deles é objetivo e qual é subjetivo?

Exemplos de gêneros textuais descritivos

  • Biografia e autobiografia
  • Diário
  • Relatos (viagens, históricos, etc.)
  • Cardápio
  • Currículo
  • Lista de compras
  • Anúncios de classificados

Texto expositivo

É um texto com função de informar sobre um assunto ou objetivo, de maneira clara, concisa e objetiva, sem expressar qualquer opinião sobre o que é exposto. Por isso, é de suma importância que o escritor se mantenha imparcial, ou seja, que não interfira no que escreve.

Assim como no texto descritivo, o interlocutor pode utilizar os recursos da comparação, enumeração, conceituação, e descrição. No entanto, a diferença crucial entre os dois tipos textuais é que no texto expositivo o objetivo é informar ou argumentar sem adjetivos ou julgamentos de juízo. Para tanto, o uso de verbos no presente do indicativo é bem comum.

O texto expositivo é dividido em dois subgrupos:

  • Texto expositivo-argumentativo: Quando o interlocutor utiliza uma série argumentos para defender a sua ideia. Em outras palavras, é um texto embasado, repleto de informações, fontes, pesquisas e estudos que convencem o receptor sobre algo.
  • Texto expositivo-informativo: Neste caso, o escritor transmite as informações com o máximo de imparcialidade possível. Seu objetivo é contar um fato sem influenciar as conclusões do leitor.

Exemplo de texto expositivo

Esta manhã, uma senhora de 80 anos foi atingida na cabeça por um galho de árvore e caiu desacordada. Ela tinha acabado de sair de casa para comprar pão quando foi surpreendida pelo golpe. Segundo vizinhos, a árvore não apresentava perigo, mas, devido à forte ventania ocorrida na noite anterior, o galho se soltou próximo ao tronco. Após ser socorrida e medicada, a senhora recebeu alta e passa bem.

Tenho certeza que você já leu vários textos expositivos nos últimos dias. Em que outros exemplos você consegue se lembrar?

Exemplos de gêneros textuais expositivos

  • Notícias
  • Seminários
  • Palestras
  • Conferências
  • Entrevistas
  • Trabalhos acadêmicos
  • Enciclopédia
  • Verbetes de dicionários

Texto dissertativo

Trata-se de um tipo textual no qual o objetivo do escritor é convencer o leitor sobre o seu argumento. É um texto opinativo por natureza, repleto de informações que comprovam a veracidade do que está sendo demonstrado e levam o receptor a acreditar na teoria exposta.

São marcados pela defesa de um ponto de vista e pela persuasão através de argumentos convincentes. Sua estrutura é dividida em três partes: tese (introdução), antítese (desenvolvimento) e nova tese (conclusão).

O texto dissertativo é também dividido em dois subgrupos:

  • Texto dissertativo-expositivo: Há um predomínio da exposição e explicação da teoria. Interlocutor pode ou não assumir um ponto de vista sobre o assunto. A estrutura básica consiste em apresentar a tese (introdução), expor informações conhecidas sobre o assunto (desenvolvimento) e finalizar o texto (conclusão).
  • Texto dissertativo-argumentativo: Caracteriza-se pelo uso de argumentos para persuadir o leitor sobre a tese em questão. Ao estruturar o texto, o interlocutor apresenta o assunto e seu ponto de vista em relação a ele (introdução), fundamenta seu ponto de vista apresentando argumentos (desenvolvimento) e retoma o ponto de vista com um fechamento persuasivo (conclusão).

Exemplo de texto dissertativo

O galho de árvore que atingiu a senhora Maria da Graça apresentava perigo aos moradores da região. Em maio de 2016 foi realizado um estudo que demonstrou que 77,3% das árvores da rua poderiam cair em caso de ventos de mais de 3km/h, como o ocorrido na noite anterior ao acidente. Sendo assim, foi de extrema irresponsabilidade que a prefeitura, munida de tais informações, tenha deixado as árvores do bairro como estavam. É necessário fazer o corte das árvores já em estado de decomposição e a realização de um estudo detalhado para o plantio de espécies mais seguras. Só assim, as futuras gerações poderão caminhar pelas ruas em segurança.

Exemplos de gêneros textuais dissertativos

  • Editorial Jornalístico
  • Carta de opinião
  • Resenha
  • Artigo
  • Ensaio
  • Monografia, dissertação de mestrado e tese de doutorado

Texto injuntivo

Trata-se de um texto instrutivo, educativo, que orienta o leitor a executar alguma ação. É um tipo textual muito presente em nossas vidas, mas que passa quase desapercebido devido a sua natureza prática.

Muitas vezes, apresentam verbos no imperativo e visam, além da instrução, a persuasão do receptor, como no caso das propagandas. Ao desenvolver um texto injuntivo, o escritor tem um objetivo claro em mente e precisa ser certeiro para que sua mensagem seja recebida como o esperado.

O texto injuntivo é classificado em dois subgrupos:

  • Texto injuntivo-instrucional: Quando o objetivo do interlocutor é instruir o receptor a fazer algo, sem a necessidade de convencê-lo.
  • Texto injuntivo-prescritivo: Quando o objetivo do interlocutor é o de impor algo ao leitor, dar uma ordem, persuadido-lo a fazer ou adquirir algo.

Exemplo de texto injuntivo

Receita de Pão Doce 

4 ovos

4 colheres de sopa de açúcar

1 colher de chá de sal

1 xícara de óleo

1 xícara de leite morno

50 g de fermento biológico para pão

Quase 1 kg de farinha de trigo

 

Massa:

Bata os seis primeiros ingredientes no liquidificador

Em seguida despeje em uma bacia, e vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos, amassando bem, até soltar do fundo e das mãos e formar uma bola

A massa não precisa descansar

Faça nózinhos, ou o formato que preferir

Coloque para assar (untar a forma com óleo e farinha de trigo), quase 20 minutos, fique de olho pra ver quando dourar

Após assados, passe rapidamente na calda (só a parte de cima, pra não queimar o dedo encher uma colcha de calda e mergulhar os pães nela), e depois no açúcar cristal

Mesmo passando desapercebidos pelo uso cotidiano, os textos injuntivos são de suma importância para a comunicação. Você consegue se lembrar quais outros textos desse tipo você encontrou hoje?

Exemplos de gêneros textuais injuntivos

  • Propaganda
  • Receita culinária
  • Bula de remédio
  • Manual de instruções
  • Regulamento
  • Textos prescritivos

Tipos textuais x gêneros textuais

Agora que você já conhece os 5 tipos textuais, é hora de falarmos dos gêneros textuais. Cada um dos grandes grupos que vimos é dividido em grupos menores, que são os textos com os quais temos contato.

Sabemos que a forma como escrevemos em um diário é bem diferente de como elaboramos um currículo, mas os dois gêneros textuais são o mesmo tipo de texto (descritivo).

Antes de começar a escrever o seu texto, é importante conhecer todas as nuances do gênero que você pensa em explorar. Ao entender as regras existentes é que adquirimos as ferramentas para trabalhá-las e, por que não, quebrá-las.

Aqui no site Oficina de Escrita, você encontrará conteúdo voltado à elaboração de textos narrativos, mas nada impede que você use as técnicas de escrita criativa para desenvolver suas habilidades de elaborar um texto dissertativo.

O que você vai escrever hoje?

Uma vez que você estudou e compreendeu as diferenças de cada um dos tipos textuais, é hora de escolher com qual deles quer trabalhar. A minha sugestão é de que você escolha um tema e desenvolva um texto de cada tipo para treinar sua escrita.

Pode parecer difícil no início, mas com um pouco de insistência o resultado será ótimo. No final, você se sentirá melhor capacitado para enfrentar os desafios da escrita e diminuirá o seu bloqueio criativo.

Para te ajudar, deixarei um tema aqui: motorista de Uber. O exercício é que você desenvolva cinco textos, um de cada tipo.

  • Texto narrativo;
  • Texto descritivo
  • Texto expositivo
  • Texto dissertativo
  • Texto injuntivo

Vamos lá, agora é só sentar e escrever. Ah, e não esqueça de deixar o resultado do seu exercício nos comentários.

Sobre o autor

Mylle Silva

Escritora desde que se conhece por gente, vive um conflito eterno com as histórias e ideias que insistem em habitar sua mente. Publicou o livro de contos A Sala de Banho (2014), e as HQs A Samurai (2015) e A Samurai: Yorimichi (2016).

Deixe o seu comentário

Deixe uma reflexão

Mylle Silva

Escritora desde que se conhece por gente, vive um conflito eterno com as histórias e ideias que insistem em habitar sua mente. Publicou o livro de contos A Sala de Banho (2014), e as HQs A Samurai (2015) e A Samurai: Yorimichi (2016).