Não deixe para amanhã: aprenda hoje a escrever sem procrastinar

N

Compare sua lista de freelas e a lista de filmes que quer ver no Netflix. Agora me diga: qual delas você gostaria de passar a tarde cumprindo? Sentar e escrever sem procrastinar, ou seja, sem arranjar desculpas e deixar para depois, é um dos grandes desafios do escritor.

Ainda que motivados e focados, o desejo de deixar para depois nos domina. Isso acontece porque o ser humano gosta de ser recompensado de imediato. Para o eu de agora, não há problema deixar o trabalho para amanhã e passar o dia vendo memes na internet.

Como muitos trabalhos, escrever não traz uma recompensa imediata. Escritores são como formigas, carregam um pouquinho de cada vez. Por isso precisam manter um trabalho constante e disciplinado, caso contrário, realizarão apenas um esforço em vão.

Afaste-se das distrações

A internet é mágica, eu sei, também adoro ficar navegando sem rumo por aí. Mas é preciso ter consciência de que, às vezes, é melhor concentrar-se e resolver os problemas do que ficar adiando.

Escrever é uma prática diária que exige entrega. Por isso, além da escrita em si, é preciso aprender a controlar a sua concentração. Afaste-se do celular, das redes sociais, dos problemas e, por que não, das pessoas por um tempo.

Por mais que o mundo te chame, o momento da escrita é o seu momento. Aproveite-o da melhor forma possível. Controle seus ímpetos e produza.

Escrever é apenas uma das partes do processo criativo. Conceber a ideia, treinar, reescrever, publicar, administrar as finanças, tudo demanda tempo.

Ignore o medo de errar

Demorei muitos anos para publicar meu primeiro livro de contos, A Sala de Banho. Não falo do tempo produzindo os textos, mas sim do intervalo entre a decisão de publicar e o lançamento em si.

Minha procrastinação foi por medo. Mesmo tendo sonhado com o livro uma vida inteira, adiei o momento de entregá-lo ao mundo o máximo que pude. Só que hoje, quase três anos depois do lançamento, me arrependo por não tê-lo feito antes. A satisfação de ver o trabalho concluído e rendendo frutos é inigualável.

O que ganhamos em deixar para depois? Talvez mais um filme para a lista “assistir novamente”, informações inúteis sobre qualquer coisa e algumas risadas. Mas chegará o momento em que algo parecerá fora do lugar. Não consigo evoluir, você se repetirá.

Não deixe com que o medo vença sua vontade de escrever. Dê a cara à tapa, pratique, lapide e publique. Escreva sem procrastinar.

Tenha objetivos claros

Para fugir da ideia de que escrever é um ato banal, é preciso desvendar seus motivos. Reflita sobre suas motivações, sonhos e objetivos até que ele fiquem claros. Coloque no papel o seu projeto até tira-lo do mundo das ideias.

Assim que você entender exatamente porque escolheu escrever, ficará mais difícil procrastinar. A prática diária passará de pesadelo para hábito quando você menos esperar e as distrações já não serão inimigas.

Ao criar objetivos, você irá transferir as recompensas para o ato da escrita. Terminar um texto será mais satisfatório do que ficar navegando duas horas na internet, por exemplo.

São tantas as coisas que nos chamam que fica difícil sentar para escrever sem procrastinar. Mas o desafio está lançado. Seja gentil consigo mesmo e se dê uma chance de tentar.

Divida o grande desafio em tarefas menores

Convenhamos, ser escritor não é tarefa fácil. Escrever é apenas uma das partes do processo criativo. Conceber a ideia, treinar, reescrever, publicar, administrar as finanças, tudo demanda tempo.

A tendência é querer executar tudo de uma vez. Chegar com o livro pronto e já receber as honrarias pela publicação. E bem, como dá muito trabalho, é melhor deixar para depois mesmo. Mais fácil ficar rolando a timeline ad infinitum, não acha?

Não caia nessa! Minha criatividade depende do facebook uma ova! Sua criatividade depende é de escrever sem procrastinar. Sonhe grande, mas distribua seu processo em processinhos simpáticos.

Perceba como todos os textos são divididos em pedaços. A mente humana gosta de informações mais organizadas. Eu mesma, adepta do fluxo de pensamento, preciso topicalizar minhas ideias antes de começar a escrever – seja ficção ou para a web.

Respire, não pire 

Mundo, mundo, vasto mundo! São tantas as coisas que nos chamam que fica difícil sentar para escrever sem procrastinar. Mas o desafio está lançado. Seja gentil consigo mesmo e se dê uma chance de tentar. Para isso, você só precisa:

  • Criar um ambiente propício à entrega para a escrita;
  • Esquecer o medo de errar;
  • Entender seus objetivos;
  • Desmembrar o grande desafio em pequenos afazeres;
  • Começar a produzir.

Agora chega de esperar o momento mágico em que as estrelas ficarão alinhadas no céu e comece a escrever! Mantenha um trabalho contínuo, objetivos claros e muito jogo de cintura que, em breve, você colherá ótimos frutos.

Escreva mais e melhor com a Caixa de Ideias do site Oficina de Escrita

Sobre o autor

Mylle Silva

Escritora desde que se conhece por gente, vive um conflito eterno com as histórias e ideias que insistem em habitar sua mente. Publicou o livro de contos A Sala de Banho (2014), e as HQs A Samurai (2015) e A Samurai: Yorimichi (2016).

2 comentários

Deixe uma reflexão

Mylle Silva

Escritora desde que se conhece por gente, vive um conflito eterno com as histórias e ideias que insistem em habitar sua mente. Publicou o livro de contos A Sala de Banho (2014), e as HQs A Samurai (2015) e A Samurai: Yorimichi (2016).